Cobras & Lagartos: Leona vira clone de Bel

A partir desta segunda-feira, dia 17, os telespectadores poderão acompanhar mais uma loucura de Leona, personagem de Carolina Dieckmann, para conquistar Duda, interpretado por Daniel de Oliveira, em Cobras & Lagartos, da TV Globo.

A loira vai mudar radicalmente o visual, para ficar mais parecida com Bel, papel de Mariana Ximenes. A vilã apaixonada muda o cabelo, o guarda-roupa, os acessórios, o jeito de falar e até passa a usar outro perfume.

Diante dessa transformação inusitada, Duda fica ainda mais assustado com a obsessão de Leona. Mas o susto não será só dele. Até a própria Bel vai ficar de cabelo em pé quando saber das mudanças da prima.

Glob0 18h50

15 de julho de 1991 à 7 de fevereiro de 1992

179 capítulos

novela de Antonio Calmon

escrita por Antonio Calmon, Vinícius Viana, Lilian Garcia e Thiago Santiago

direção de Jorge Fernando, Fábio Sabag e Carlos Manga Junior

direção geral de Jorge Fernando

     Na fictícia Armação dos Anjos, cidadezinha no litoral do Rio de Janeiro, o capitão reformado da Marinha Jonas Rocha (Reginaldo Faria), viúvo e pai de seis filhos, se apaixona e casa com a historiadora Carmem Maura (Joana Fomm), também viúva e mãe de seis filhos. Porém, o sessego da cidade acaba com a chegada da cantora Natasha (Claudia Ohana), para a gravação de um clip.

     A fama mundial de Natasha fora obtida por um pacto que ela fizera com o lider máximo dos vampiros, o conde Vladimir Polanski, Vlad (Ney Latorraca), a quem a cantora agora pretende destruir. A única arma que Natasha tem para isso é a Cruz de São Sebastião, que está em algum lugar de Armação dos Anjos. Ela deve ser manejada por um "homem chamado Rocha". O herói é portanto o capitão Jonas, que em outra vida tivera um tórrido romance com Eugênia, atual Natasha. Ameaçado, Vlad passa a perseguir a cantora e a família de Jonas. A novela começa em flashback, narrando a passagem dos jesuítas pelo Brasil. Logo depois, o cenário muda para Lisboa e Veneza, onde Natash dá início à sua carreira. Ao som de músicas sacras do grupo Enigma, Claudia Ohana dançou numa praça da cidade italiana, em meio aos pompos. Sem saber que a canção era proibida em toda a Itália, a produção da novela foi abordada por policiais que interromperam a gravação. Levada ao ar, a cena é uma das mais marcantes de "Vamp".

     Em paralelo à trama principal, a novela trata também dos conflitos familiares e de questão características da juventudo, utualizando para isso os 12 adolescentes filhos de Carem Maura e Jonas Rocha. Esse núcleo também foi responsáveis por muitas das cenas emocionantes e românticas da novela.

     O objetivo de Antonio Calmon era atrair o público jovem, como já havia feito no cinema, com "Menino do Rio (1982)", e na televisão, com o seriado "Armação Ilimidada (1985)". Lançar mãos de vampiros numa telenovela passada nos dias de hoje foi a maneira encontrada por ele para inovar no horário das 19h, misturando comédia, suspense, rock e atores mirins.

     O enredo aos poucos foi se transformando numa chanchada de terror. Valia de tudo, até vampiro com um dente só. A comédia chegou ao climax quando Ney Latorraca dançou uma coreografia mórbida no cemítério ao som da música "Thriller", de Michael Jacson. Os aficionados pelas histórias de terror criticaram a novela por mostrar vamnpiros passeando em plena luz do dia e envolvidos em situações cômicas.

     "Vamp" contou com uma inesquecível interpretação de Ney Latorraca. Vera Holtz e Marcos Frota viveram a desastrada dupla de caçadores de vampiros Alice Penn Taylor e Augusto Sérgio. Mas os grandes destaques foram o hilário casal Matoso (Otávio Augusto) e Mary (Patrícia Travassos) - que se transformavam em sapos - e os filhos dele, Matosão (Flávio Silvino) e Matosinho (André Gonçalves). O personagem Jurandir (nuno Leal Maia) também rendeu momentos engraçados. Para fugir de Cachorrão (Paulo Gracindo), um lider de marginais que ele assaltara por engano, Jurandir esconde-se sob as vestes de um padre. Sem que a batina o atrapalhe, Jurandir faz amizade com os jovens, recebendo o apelido de Padre Garotão.

     A novela também tratou de temas sérios, como a proteção das tartarugas-marinhas. O merchandising ecológico surgiu de uma parceria da Rede Globo com a Fundação Boticário de Proteção à Natureza. Na trama, a ecolofista Soninha (Bia Seidl) ensinou ao capitão Jonas como salvar as tartarugas que ficam presas nas redes de pesca.

          Pelo sucesso que fez entre o público infanto-juvenil, foi reapresentada a partir de janeiro de 1993, às 16h55, na programação de férias da emissora.

E l e n c o

     Reginaldo Faria, Joana Fomm, Nuno Leal Maia, Claudia Ohana, Aída Leiner, Aleph Del Moral, Amora Mautner, André Gonçalves, Bel Kutner, Bete Coelho, Carol Machado, Daniela Camargo, Evandro Mesquita, Fábio Assunção, Felipe Pinheiro, Fernanda Rodrigues, Flávio Silvino, Francisco Milani, Frederico Mayrink, Guilherme Leme, Henrique Farias, Igor Lage, João Rebello, José Paulo Junior, Juliana Martins, Luciana Vendramini, Marcos Alvisi, Marcos Breda, Marcos Frota, Oswaldo Louzada, Otávio Augusto, Patrícia Travassos, Pedro Vasconcelos, Rodrigo Penna Santos, Toni Tornado, Vera Holtz, Zezé Polessa, Cristina Pereira, Eduardo Machado, Ernani Moraes, Hilda Rebello, Inês Galvão, Jonas Torres, Jorge Cherques, Jorge Fernando, Marcelo Picchi, Maria Zilda Bethlem, Norma Geraldy, Vera Zimmerman, Waldemar Berditchevsky, entre outros.

     participação especial: paulo José, Cleyde Yáconis, Paulo Gracindo e Giulia Gam

     Ney Latorraca como "Vlad"

 

    

 

 

 

Elenco de O Profeta, próxima novela das 18h, se reúne na TV Globo


De acordo com informações, o elenco da novela O Profeta, que substituirá Sinhá Moça, na grade de programação da TV Globo, se reuniu na emissora, pela primeira vez, para fazer aulas de postura e dança.

Entre os atores que fazem parte do elenco do remake (nome dado às reproduções de novelas já exibidas) estão Carol Castro, Thiago Fragoso, Paola Oliveira, Fernanda Souza, Juliana Didone, entre outros.      

A novela O Profeta será um remake da trama produzida pela TV Tupi, em 1977. A nova versão será comandada por Walcyr Carrasco. As gravações estão previstas para começar em agosto.    

Sinhá Moça: Rodolfo irrita o Barão

Neste sábado, dia 15, em Sinhá Moça, da Globo, o Barão fica indignado com a petulância de Rodolfo. Rodolfo explica que veio em paz e que quer pedir a mão de Sinhá Moça. Ela deixa claro para o pai que vai fugir com o advogado se ele não concordar com o casamento.

 O Barão avisa Cândida que vai mandar Sinhá Moça passar uma temporada na Europa e afirma que, se ela e Rodolfo ainda se amarem quando a filha voltar, ele permitirá que os dois se casem.

Rodolfo então decide levar Sinhá Moça para o quilombo.

E mais: Bastião fica furioso ao saber que Virgínia teve o poder de libertá-lo e não o fez. Virgínia explica que agiu assim porque se preocupa com ele.

Cobras e Lagartos: Duda visita Sushi na casa de Bel

Em Cobras e Lagartos, da Globo, deste sábado, dia 15, Bel (Mariana Ximenes) fica surpresa quando Duda (Daniel de Oliveira) chega a sua casa para visitar Sushi (Matheus Costa), que está gripado. O garoto vibra com a presença do amigo.

Quando ficam a sós, Bel pergunta a Duda como está indo sua relação com Leona (Carolina Dieckmann). Meio sem graça, ele responde que Leona é muito legal e que está gostando dela. Neste momento, Sushi volta para a sala e os três ficam brincando juntos.

Estevão (Henri Castelli) chega em casa e leva um susto ao encontrar Duda junto com sua mulher e seu filho. Constrangido com a situação, Duda se levanta, diz que já está na hora de ir embora e se despede de Sushi e Bel. Cínico, Estevão trata Duda bem e o convida para um jantar a quatro: ele, Bel, Duda e Leona. Duda agradece o convite e sai.

Globo 22h30

14 de julho à 14 de agosto de 1992

20 capítulos

minissérie de Gilberto Braga

escrita por Sérgio Marques e Gilberto Braga

colaboração de Ricardo Linhares e Angela Carneiro

direção de Sílvio Tendler, Ivan Zettel e Denis Carvalho

direção geral de Denis Carvalho

     O autor teve como referência os livros "1968, o Ano que Não Terminou", de Zuenir Ventura, e "Os Carbonários", deAlfredo Sirkis. A idéia de escrever o que seria uma continuação da minissérie "Anos Dourados (1986)" partiu do próprio público, que, segundo Gilberto Braga, chegou a sugerir-lhe o nome do programa.

     A trama é ambientada no Rio de Janeiro, no período compreendido entre os anos de 1964 e 1979, sob a ditadura militar. A minissérie aborda o conflito entre individualismo e consciência de classe, tendo como foco o romance de Maria Lúcia (Malu Mader) e João Alfredo (Cássio Gabus Mendes), formandos do Colégio Pedro II, e suas relações com os amigos.

     Maria Lúcia é uma jovem individualista, traumatizada com a história do pai, Orlando Damasceno (Geraldo Del Rey) - um jornalista importante, conhecido membro do Partido Comunista, que sempre colocou a ideologia acima da realização pessoal. Quando ela conhece João Alfredo, percebe que ele tem o mesmo perfil do pai e tem medo de se entregar à paixão. João, por sua vez, é um jovem de classe média, filho de um comerciante e uma dona-de-casa, extremamente preocupado com as questões sociais do país. Ao se apixonar por Maria Lúcia, ele fica dividido entre o relacionamento afetivo e a militância política. O melhor amigo de João é Edgar (Marcelo Serrado), também aluno do Colégio Pedro II. Tal como o amigo, ele se apaixona por Maria Lúcia assim qua a conhece e passa a disputar o amor da jovem com João. Com perfil oposto ao do amigo, Edgar não se envolve com as questões políticas do país e prefere investir na profissão e na felicidade pessoal.

     Apesar de se amarem, Maria Lúcia e João vivem em conflito por causa da política e da ideologia de cada um. O namoro dos dois fica ainda mais difícil quando ele decide entrar na luta armada. Após muitos encontros e desencontros, os dois acabam se separando definitivamente. Ela se casa com Edgar, e  João, perseguido pela ditadura, é obrigado a sair do país.

     Outra personagem de destaque na trama é Heloísa (Cláudia Abreu), uma jovem rica, filha de Natália (Betty Lago) e Fábio (José Wilker), poderoso banqueiro e um dos financiadores do golpe militar. No início da história, Heloísa é uma jovem fútil e alienada, só se preoculpa com os saraus de música que organiza em sua casa, em Ipanema. No decorrer da história, ela passa por uma profunda transformação, mudando radicalmente de posição e de visual ao entrar na luta armada.

     Galeno (Pedro Cardoso) é outro personagem importante na história. Aluno do Pedro II e amigo de João, Edgar, Maria Lúcia e Heloísa, está mais interessado em se dedicar ao cinema e ao teatro do que à política. Nos capítulos finais da minissérie, quando se torna escritor de novelas, Galeno é chamado para discutir com os censores a liberação de alguns capítulos de sua novela "A Escrava". O encontro de Galeno com os censores é a reprodução de uma situação vivida pelo autor Gilberto Braga, em 1976, quando ia ao ar a novela "A Escrava Isaura", de sua autoria, baseada no romance de Bernardo Guimarães. Os censores consideravam subversivo o texto. Entre outras coisas proibiram-no de usar a palavra "escravo".

     No último capítulo da minissérie, Heloísa é morta a tiros de metralhadora disparados por um policial, quando tentava fugir do país com os companheiros João e Marcelo (Rubens Caribé). A cena da morte da personagem foi uma das mais fortes de "Anos Rebeldes". Há uma passagem de tempo, e a história termina em 1979, quando é decretada a Lei da Anistia,e os exilados políticos voltam ao país. Maria Lúcia, separada de Edgar, reencontra João, que volta ao Brasil com os exilados. Os dois tentam recomeçar o relacionamento, mas quando Maria Lúcia vê que ele está envolvido na luta dos camponeses sem-terra do Rio Grande do Sul, percebe que o engajamento político sempre será um obstáculo entre os dois.

     Alguns atores que integraram o elenco da minissérie estiveram diretamente envolvidos na luta de resistência contra o regime militar, como Gianfrancesco Guarnieri, Francisco Milani, Stepan Nercessian e Bete Mendes. Na história Gianfrancesco Guarnieri vive o comunista e militante dr. Salviano, Francisco Milani é Camargo, funcionário de um órgão de repressão, Stepan Nercessian é Caramuru, um motorista particular boa-praça e Bete Mendes vive Carmem, mulher de Damasceno e mãe de Maria Lúcia.

     As gravações de "Anos Rebeldes" foram realizadas, em grande parte, em estúdios.

     "Anos Rebeldes" foi exibida num momento marcante da história do Brasil. A opinião pública nacional estava mobilizada contra o então presidente da República Fernando Collor de Mello, acusado de corrupção. O movimento culminou com o processo de impeachment do presidente. Muitos viram na minissérie exibida pela Rede Globo uma fonte de inspiração dos protestos dos estudantes caras-pintadas, como ficaram conhecidos pela mídia.

     Reapresentada em março de 1995.

E l e n c o

     Malu Mader, Cássio Gabus Mendes, Claudia Abreu, Kadu Moliterno, Marcelo Serrado, Pedro Cardoso, Bete Mendes, Geraldo Del Rey, Deborah Evelyn, Carlos Zara, Norma Blum, Ivan Cândido, Lourdes Mayer, Thales Pan Chacon, Geórgia Gomide, Mila Moreira, Marcelo Novaes, Francisco Milani, Roberto Pirilo, Fatima Freire, Tuca Andrada, Benvindo Sequeira, Castro Gonzaga, Maria Lúcia Dahl, Denise Del Vecchio, Terezinha Sodré, Stepan Nercessian, Stela Freitas, Sonia Clara, Bernardo Jabloski, Clara Cresta, Eva Wilma, Jonathan Nogueira, Odilon Wagner,Suzana Vieira, Yaçanâ Martins, Zeny Pereira, entre outros.

     apresentando: Betty Lago, Rubens Caribé, Paula Newlands, André Pimentel, André Barros e Mauricio Ferraza

     Gianfrancesco Guarnieri como Salviano

     José Wilker como Fábio

 

Audiência de Toda Progração da TV Globo Desta Quinta Feira (13/07/06)

 

06h29 às 07h14 - Bom Dia SP - 10 pontos

07h14 às 08h06 - Bom Dia Brasil - 13 pontos

08h06 às 09h28 - Mais Você - 9 pontos

98h28 às 09h33 - Globo Notícia Matutino - 9 pontos

09h33 às 09h58 - Sítio do Pica Pau Amarelo - 8 pontos

09h58 às 10h25 - TV Xuxa - 9 pontos

10h25 às 10h29 - Plantão Jornalismo Globo Matutino - 10 pontos

10h29 às 11h59 - TV Xuxa - 10 pontos

11h59 às 12h48 - SPTV 1ª Edição - 17 pontos

12h48 às 13h16 - Globo Esporte - 17 pontos

13h16 às 13h52 - Jornal Hoje - 18 pontos

13h52 às 14h39 - Vídeo Show - 17 pontos

14h39 às 15h49 - Vale a Pena Ver de Novo - A Viagem - 20 pontos

15h49 às 16h26 - Sessão da Tarde - O Grande Desafio  -  17 pontos

16h26 às 16h30 - Plantão Jornalismo Globo Vespertino - 17 pontos

16h26 às 17h37 - Sessão da Tarde - O Grande Desafio -  20 pontos

17h37 às 17h41 - Globo Notícia Vespertino - 27 pontos

17h41 às 18h12 - Malhação - 31 pontos

18h12 às 18h59 - Sinhá Moça - 33 pontos

18h59 às 19h22 - SPTV 2ª Edição - 37 pontos

19h22 às 20h14 - Cobras & Lagartos - 35 pontos

20h14 às 20h52 - Jornal Nacional - 39 pontos

20h52 às 22h00 - Páginas da Vida - 48 pontos

22h00 às 22h37 - A Grande Família - 41 pontos

22h37 às 23h15 - Linha Direta - 27 pontos

23h15 às 23h52 - Jornal da Globo - 20 pontos

23h52 às 01h18 - Programa do Jó - 10 pontos

 

 

Audiência das Novelas da Globo Desta Quinta Feira (13/07/06)

 

A Viagem - 20 pontos

Malhação - 31 pontos

Sinhá Moça - 33 pontos

Cobras & Lagartos - 35 pontos

Páginas da Vida - 48 pontos

Globo 22h

14 de julho à 8 de agosto de 1986

20 capítulos

adaptação de Marcos Rey e Walter George Durst

do livro homônimo de Marcos Rey

com roteiro final e direção de Walter Avancini

     A trama se desenvolve em torno do triângulo amoroso formado pela prostituta Guadalupe, vulgo Lu (Bruna Lombardi), Mariano (Lauro Corona) - um aprendiz de gigolô criado no bordel de Madame Iara (Elke Maravilha) - , Esmeraldo (Ney Latorraca), um gigolô profissional e "protetor" de Guadalupe. Os dois homens são inteiramente apaixonados por Lu, que também os ama. O jogo de sefução, vivido sem sentimento de culpa ou traição, se passa na São Paulo do final da década de 1920, no apogeu do ciclo do café, em meio ao luxo, ao brilho e ao requinte que envolvem os magnatas da indústria cafeeira.

     Walter Avancini trabalhou com episódios fechados, histórias que se concluíam a cada dia. Assim, diversas tramas ocorrem ao longo dos 20 capítulos, ajudando a compor o tema principal. Por isso, a minissérie contou com a participação de diferentes atores a cada episódio.

     Escrita em tom de opereta, "Memórias de um Gigolô" teve trilha sonora composta de flashes musicais de sucessos da época. As cenas foram gravadas em Friburgo (RJ), Poços de Caldas, Mococa e Pirapora (MG), onde os cenários foram construídos usando-se diversos acessórios e detalhes arquitetônicos de época. O cenógrafo Raul Neves criou cerca de 150 ambientes, sendo que alguns deles apareciam por apenas alguns segundos. Os figurinos, inspirados nos anos 1920 - época de melindrosas e almofadinhas - , foram criados por Beth Filipeck.

E l e n c o

     Abrahão Farc, Apolo Corrêa, Arlete Salles, Carla Daniel, Castro Gonzaga, Cristina Medeiros, Dênis Derkian, Eduardo Abbas, Fernando Reski, Ida Gomes, José Steinberg, Leiloca, Lolita Rodrigues, Lutero Luiz, Marcos Borges, Nicole Puzzi, Paulo Guarnieri, Raul Gomes, Roberto Vallim, Silveirinha, Thereza Mascarenhas, Tim Rescala, Umberto Magnani, Zé Trindade, Zilka Sallaberry, entre outros. 

Sinhá Moça: Juliana quer se interessar por Mário

No capítulo desta sexta-feira de Sinhá Moça, a protagonista da trama diz a Cândida que os guerreiros de Pai José não vão perdoar o Barão só porque ele mudou de atitude. O Barão diz a Virgínia que vai alforriar Bastião, caso ela ache que é a coisa certa, mas a escrava responde que quem precisa resolver isto é ele.

Juliana fala para Augusto que vai tentar esquecer Dimas e se interessar por Mário. Ricardo confessa para Rodolfo que ainda não esqueceu Cândida.

Rodolfo vai até a fazenda do Barão, mas não é bem recebido por ele.

Páginas da Vida: Nanda descobre que terá gêmeos

Nos próximos capítulos de Páginas da Vida, da Globo, Nanda (Fernanda Vasconcellos) vai ao médico e descobre que está grávida de gêmeos. Se estava tensa e preocupada quando descobriu que estava grávida, agora está serena e feliz com a notícia de que terá dois bebês.

Neste momento Nanda se sente realizada com a gravidez. Conta logo a novidade para Sabrina (Leandra Leal) e também se lembra de telefonar para Olívia (Ana Paula Arósio).

A única dúvida de Nanda é como dará a notícia para sua família, especialmente a sua mãe, a rígida Marta (Lília Cabral). Mas nem mesmo esta preocupação é capaz de tirar o sorriso do rosto de Nanda, que agora se prepara para voltar ao Brasil.


Audiência de Toda Programação da TV Globo Desta Quarta Feira (12/07/06)

06h30 às 07h14 - Bom Dia SP - 8 pontos

07h14 às 08h04 - Bom Dia Brasil - 9 pontos

08h04 às 09h28 - Mais Você - 8 pontos

98h28 às 09h33 - Globo Notícia Matutino - 7 pontos

09h33 às 09h56 - Sítio do Pica Pau Amarelo - 7 pontos

09h56 às 12h14 - TV Xuxa - 9 pontos

12h14 às 12h47 - SPTV 1ª Edição - 12 pontos

12h47 às 13h14 - Globo Esporte - 13 pontos

13h14 às 13h51 - Jornal Hoje - 14 pontos

13h51 às 14h41 - Vídeo Show - 14 pontos

14h41 às 15h58 - Vale a Pena Ver de Novo - A Viagem - 22 pontos

15h58 às 17h39 - Sessão da Tarde - Querida, Encolhi as Crianças -  15 pontos

17h39 às 17h42 - Globo Notícia Vespertino - 23 pontos

17h42 às 18h14 - Malhação - 29 pontos

18h14 às 19h04 - Sinhá Moça - 33 pontos

19h04 às 19h21 - SPTV 2ª Edição - 37 pontos

19h21 às 20h14 - Cobras & Lagartos - 36 pontos

20h14 às 20h44 - Jornal Nacional - 36 pontos

20h44 às 21h39 - Páginas da Vida - 46 pontos

21h39 às 23h52 - Campeonato Brasileiro - Cruzeiro X Corinthians - 30 pontos

23h52 às 00h33 - Jornal da Globo - 15 pontos

00h33 às 01h54 - Programa do Jó - 7 pontos

 

 

Audiência das Novelas da Globo Desta Quarta Feira (12/07/06)

 

A Viagem - 22 pontos

Malhação - 29 pontos

Sinhá Moça - 33 pontos

Cobras & Lagartos - 36 pontos

Páginas da Vida - 46 pontos

Gilberto Braga reserva atores de Belíssima para sua nova novela

Glória Pires, Tony Ramos e Claudia Abreu mal saíram do ar com seus personagens Júlia, Nikos e Vitória, de Belíssima e já têm data marcada para voltarem ao vídeo. Será logo após o Carnaval de 2007.

Os atores já estão escalados para a novela Copacabana (título provisório), de Gilberto Braga. O autor fala, do prazer de reencontrar a dupla, além de Cláudia Abreu. 

“Tony Ramos e Glória Pires vão estar na minha próxima novela. Estou muito contente. Com Glorinha - que fez praticamente tudo o que eu escrevi, de Dancin' Days a Vale Tudo - eu não trabalhava desde 1988 (a novela O Dono do Mundo). Já nunca tive Tony Ramos, que eu adoro, em minhas novelas. Sempre nos desencontramos. A não ser na minissérie O Primo Basílio, que ele, como de hábito, deu um show (como personagem Jorge)”, lembra Gilberto Braga.

Com Claúdia Abreu, Gilberto teve a oportunidade de contar com em suas duas últimas novelas. Ela foi a escrava branca de nome Olívia, de Força do Desejo (1999) e a inesquecível vilã Laura, de Celebridade (2003).

Sobre os personagens dos três atores em sua nova trama, que vai suceder Páginas da Vida, no horário nobre global, o autor faz mistério.  “Ainda é cedo para eu falar”, despista.

Cobras e Lagartos: Duda se impressiona com Leona

Nesta quinta-feira, dia 13, em Cobras e Lagartos, da Globo, Duda se impressiona com a intensidade dos sentimentos de Leona por ele. A moça ainda garante para Bel que está muito feliz com o rapaz.

A trama ainda exibirá cenas em que Alberto conta a Martim que ele é filho de Otaviano e foi adotado. Martim se lembra de Henriqueta na igreja e confirma que era sua mãe.

E mais: Ellen reclama de Foguinho e ele  quebra o ar condicionado a marretadas.

 Sinhá Moça: Barão humilha Fontes

Em Sinhá Moça, da Globo, desta quinta-feira, Manoel conta para Nina que o Barão desafiou Fontes e o humilhou. Ele diz que ficou com vontade de defender Fontes, para agradecer pela vez em que ele livrou-o da cadeia.

Ainda na trama, os escravos do Barão trabalham mesmo sem serem obrigados, pois acreditam que ele lhes dará a liberdade em troca do serviço. O Barão fica satisfeito.

Rodolfo e Dimas têm certeza de que o fato de o Barão estar tratando seus escravos melhor é uma manobra política. O Barão aconselha seus aliados a fazerem o mesmo que ele.

Sinhá Moça explica para Bastião que o Barão está agindo daquela maneira por medo e não por bondade.


Páginas da Vida: Carmem pede o divórcio

Em Páginas da Vida, da Globo, desta quarta-feira, dia 13, o casamento de Carmem(Natália do Vale) e Bira (Eduardo Lago) está por um fio. Tudo porque Bira está desconfiado da aproximação entre sua mulher e Gregório (José Mayer). Os dois estão sempre conversando pelos cantos, além de trocarem olhares e sorrisos comprometedores. Bira resolve colocar um ponto final nessa situação e enfrenta Greg. Carmem reage e não gosta da intromissão do marido em sua vida.

No início, Carmem pensava em manter o casamento por mais algum tempo para esperar que a filha Marina (Marjorie Estiano) crescesse, mas agora não quer mais saber de seu casamento. Destrata Bira na frente de qualquer pessoa, tranca a porta do quarto para que ele tenha que dormir na sala e não deixa o marido sequer se aproximar dela. Carmem deixa claro que quer o divórcio. Bira fica enfurecido com os maus tratos da mulher e cada vez com mais ciúmes de Greg.

 Concepção de Daniel Filho e Euclydes Marinho

Texto de Euclydes Marinho

Colaboração de Denise Bandeira e Tânia Lamarca

Direção de Daniel Filho e Dennis Carvalho

     A trama aborda o relacionamento entre casais de classe média, desenvolvendo-se em torno das relações entre três gerações de uma mesma família num momento de crise. Alice (Marília Pêra) e Jorge (Cláudio Marzo) vivem muitos felizes apóis oitos anos de um casamento que todos consideram perfeito. Entretanto, a dificuldade de ter um filho traz à tona apreensões que o casal não consegue superar. Como os dois não discutem os problemas, a situação se torna insustentável, com a supervalorização de pequenos incidentes que causam irritação a acabam por levar à violência.

     Laura (Suzana Vieira) - irmã de Alice - tenta manter sua independência a todo preço, mesmo sacrificando sua relação com Raul (Paulo Villaça). Ele, por sua vez, considera o casamento a única opção possível para os dois. Enquanto isso, o general Flores (Dionísio Azevedo) e dona Carmem (Norma Geraldy) - pais de Alice e Laura - mantêm há muitos anos um relacionamento tranqüilo.

     No primeiro capítulo, fica evidente que alguém morreu - Jorge ou Alice. Permanecem no ar duas perguntas: "Quem matou ?" e "Quem morreu ?" A sombra do crime é o elemento de ligação entre diversas histórias de amor, algumas tristes, outras marcadas pela esperança. Gravaram-se e editaram-se dois finais - cada um com um assassino diferente. Somente na hora de ir ao ar, o diretor Daniel Filho decidiu qual deles apresentar. O Escolhido foi aquele em que Jorge assassina Alice. O outro desfecho foi exibido depois, no "Fantástico".

     A minissérie inspirou-se em crimes passionais que haviam mobilizado a opinião pública na época. O título veio de uma frase que as feminista pichavam nos muros de Belo Horizonte, na época do julgamento de Doca Street, assassino de sua mulher, Angela Diniz: "Quem ama não mata."

     O objetivo da equipe foi realizar um trabalho denso, baseado nas palavras e principalmente nas emoções. Embora a violência surgisse de vez em quando para dar veracidade ao clima, aquela era uma história contada em tons suaves, implantando definitivamente a proposta de diversificação das Séries Brasileiras.

     Como no início da minissérie a narrativa enfatizava a rotina dos personagens, o diretor Daniel Filho criou um recurso para reforçar a expectativa do público em torno do assassinato. A vinheta que fechava cada bloco, antes dos comerciais, terminava com o impacto de um tiro, acentuando a idéia de uma tragédia que viria a acontecer.

     A minissérie foi a primeira produção do Núcleo Daniel Filho e contou com a direção de arte de Cristina Medicis, figurino de Marília Carneiro e cenografia de Mário Monteiro. Os cenários interligavam-se, como se fizessem parte de um apartamento de verdade. O quarto, o corredor, a sala e o banheiro se comunicavam, tendo câmeras por toda a parte. Assim, podia-se fazer uma cena que começava no quarto, entrava pelo banheiro, saía pelo corredor, aparecia na sala, toda de maneira direta, usando-se várias câmeras.

     Reapresentada, em formato compacto de 15 capítulos, em setembro de 1985, às 22h15.

E l e n c o

     Ana Maria Nascimento e Silva, Ângela Leal, Buza Ferraz, Daniel Dantas, Denise Dumont, Fátima Camatta, Felipe Ramos, Gracindo Júnior, Hugo Carvana, Ilva Niño, John Herbert, José de Abreu, Monique Curi, Nina de Pádua, Paulo Ramos, Sylvia Bandeira, Tânia Scher, entre outros.

 

 

Audiência das Novelas da Globo Desta Terça Feira (11/07/06)

 

A Viagem - 21 pontos

Malhação - 33 pontos 

Sinhá Moça - 36 pontos

Cobras & Lagartos - 36 pontos

Páginas da Vida - 46 pontos

A Diarista Marinete limpa o apê de Latino

No seriado A Diarista, da Globo, que vai ao ar na terça-feira, dia 18, assim que chega na agência, Marinete (Claudia Rodrigues) recebe a notícia de que vai trabalhar para um patrão misterioso.

Figueirinha (Serjão Loroza) diz que quem a contratou, pediu sigilo absoluto. Nem o endereço foi passado: um carro levará a diarista até o local. 

Marinete desconfia, mas não tem escolha. Penha (Alice Borges), que dirige o carro, tranqüiliza a diarista, explicando que seu patrão é uma pessoa conhecida que acabou de chegar de viagem e só quer descansar uns dias. Por isso, não quer que ninguém saiba onde ele está. Para garantir que não vai haver perturbação alguma, a casa sequer tem telefone.

Ao chegar, Marinete tem uma surpresa. O patrão misterioso é o cantor Latino, de quem ela é fã! A diarista não acredita e fica tão nervosa na presença de seu ídolo, que só fala bobagem.

A casa é tão afastada, que Marinete não consegue sinal para seu celular. Desesperada para contar a notícia para suas amigas, a diarista sobe no telhado para tentar fazer uma ligação. Mas Marinete leva um susto quando escuta Latino lhe chamando e acaba chutando uma telha, que se desprende do telhado e cai na cabeça do cantor. Esta é apenas um das inúmeras confusões que Marinete vai aprontar na casa de Latino.

Patrícia Travassos grava Minha Nada Mole Vida

Começa no dia 21 de julho as gravações da segunda temporada do programa Minha Nada Mole Vida, comandado por Luiz Fernando Guimarães.

De acordo, Patrícia Travasos, que já havia participado da primeira temporada, passa a integrar o elenco fixo do seriado, na pele de Lívia.

A reestréia está marcada para o dia 29 de setembro.

Sinhá Moça: Rodolfo pede para Sinhá fugir com ele

Nesta quarta-feira, dia 12, em Sinhá Moça, da Globo, assim que descobre o paradeiro da protagonista, que está na casa de Adelaide, Rodolfo vai vê-la.

Tomando coragem, ele pergunta a Sinhá se ela está disposta a fugir com ele, caso o Barão não permita que os dois se casem.

Ainda na trama, Justino não acredita que o Capitão seja seu irmão. Fulgêncio é o único que sabe esta verdade, já que foi o próprio Capitão que lhe contou. Na ocasião, ele ainda revelou que sua verdadeira identidade é Justo. Isso deixa Fulgêncio espantado.

Com a notícia, Justino desaparece e Fulgêncio teme que ele tenha ido atrás de Adelaide.

 Cobras & Lagartos: Leona ameaça Estevão

Nesta quarta-feira, dia 12, enquanto janta com Estevão, Bel acaba encontrando com Leona e Duda. Educada como sempre, a jovem faz questão de cumprimentá-los.

O vilão convida o casal para se juntar a eles, e pede desculpas pelo ciúme que sentia de Duda com Bel. Não gostando do comentário, Leona vai embora rapidamente com Duda, alegando trabalho.

Depois do jantar com Bel, Estevão vai atrás de Leona e a obriga a dar uma volta com ele. Nervosa, ela diz que agora só existe a sociedade comercial entre eles.

Depois de pegar a fita que o incrimina, Leona avisa Estevão que, caso ele continue pressionando, ela mostra a fita para Bel.


Malhação: Lourival manda Manuela ficar longe da carvoaria

No capítulo desta quarta-feira, dia 12, de Malhação, da Globo, Lourival diz ao capataz, chamado Boi, que é melhor eles dispensarem o trabalho das crianças até que Manuela e sua turma tenham ido embora.

Lourival garante a Manuela que fez a denúncia, mas pede que ela fique longe da carvoaria, dizendo que o pessoal de lá pode ser perigoso e comenta ainda que é capaz de castigar qualquer um que mexer com sua mulher.

Cauã estranha que não tenha saído nada no jornal sobre a carvoaria e decide investigar junto com Manuela e constatam que a carvoaria fechou mesmo.

Hoje em Páginas da Vida: Olívia e Silvio se casam

 

A cerimônia é badaladíssima e movimenta toda a cidade, afinal quem se casa não é ninguém menos que a filha do casal Aristides e Amália, para os íntimos Tide e Lalinha, membros proeminentes da sociedade carioca. Tide faz questão de ver a filha se casar na capela que construiu na sua própria casa. Sílvio, militar, usa farda e, ao final do casamento, ganha como homenagem a tradicional cerimônia do “teto de aço”, quando os cadetes cruzam espada sobre os noivos.

Em seguida, bem ali nos jardins, acontece a grande festa. Com todos dançando, cantando e se divertindo, especialmente a própria noiva,  que, de longe, é a mais animada.

Sandra olha a noiva com admiração e inveja. Constância ampara Lalinha, discretamente. Greg se irrita quando Helena o acusa de traição. E contra-ataca que ela teve um caso com um colega médico. Helena faz questão de lembrar que eles estavam separados, mas a discussão se exacerba.

Greg sai de casa. Nanda dá um tapa em Léo e logo se arrepende Silvio e Olívia dançam a valsa dos noivos. Tide faz o brinde. Lalinha desmaia. Dr. Moretti diz que Lalinha tem vários problemas e precisa fazer exames no hospital. Anna insiste que Giselle seja bailarina. Carmem provoca Greg quando ele chega à festa.

Audiência das Novelas da Globo Desta Segunda Feira (10/07/06)

 

A Viagem - 24 pontos

Malhação - 35 pontos

Sinhá Moça - 35 pontos

Cobras & Lagartos - 39 pontos

Páginas da Vida - 50 pontos 

Sandra Annemberg chora durante o Jornal Hoje, da Globo

Quem disse que apresentador de telejornal é insensível às notícias que dá? Pois Sandra Annemberg, que divide a bancada do Jornal Hoje com Evaristo Costa, mostrou o quanto fica tocada com a violência. A jornalista ficou visivelmente emocionada e com os olhos marejados em lágrimas, durante a apresentação, na tarde desta terça-feira, do noticioso, após mostrar a matéria com Lucas, o menino seqüestrado em São Paulo e que foi libertado ontem.

Após ver o depoimento emocionado da mãe do garoto, que junto com familiares e amigos comemoraram a volta de Lucas com uma festa de aniversário, Sandra entrou no quadro da câmera e disse com lágrimas nos olhos e como se quisesse chamar a ateção para o absurdo: “seis anos de vida...!”

Em seguida, a imagem do colega de bancada a substituiu para que ela pudesse se recompor.

inteligente e madura para sua idade. Ele disse que no cativeiro ficava jogando vídeo game. “Senti muita saudade da minha família e de ir para a escola”, contou.

Quem é Sandra Annemberg?

Aos 14 anos, ela começou a reportar para jovens no programa Crig-Rá, dirigido por Fernando Meirelles. Aos domingos apresentava o Show do Esporte ao lado de Luciano do Valle e Juarez Soares. Com 16 anos fazia o TV Criança, na TV Bandeirantes. Na TV Cultura apresentou os programas Grandes Concertos, Festivais da MPB e Vitória.

Mas em vez de seguir a carreira jornalística, a vida a levou por outros caminhos. Começou a fazer a Escola de Arte Dramática da USP, mas o ritmo de trabalho não permitiu a conclusão do curso. Atuou em Bronco, nas novelas Pacto de Sangue e Cortina de Vidro, nas minisséries A, E, I, O, Urca, Chapadão do Bugre e A República e também no seriado Tarcísio e Glória.
Refez sua opção de vida: desistiu da ficção e escolheu a realidade. Na TV Record apresentou o Sport Shopping Show, ao lado de Osmar Santos, o Super Esporte e TV Franchising.

Em 1991 entrou para a CGJ – Central Globo de Jornalismo. Começou como moça do tempo. De 1993 a 1996 apresentou o Fantástico. Em 1997 e 1998 acumulou as funções de apresentadora e editora-executiva do Jornal da Globo. Os anos de 1998 e 1999 foram dedicados ao Jornal Hoje, também como apresentadora e editora-executiva. Em 2000 se mudou para Londres para ser correspondente e coordenadora do escritório inglês.

No início de 2003, junto com a posse do presidente Lula, assumiu a bancada do Jornal Hoje, onde está até o momento.

Confirmado! Regina Casé participa da minissérie Amazônia

 

Longe da área de teledramaturgia desde As Filhas da Mãe, de 2001, Regina Casé já tem data de encarar um novo personagem. A atriz estava sendo sondada pela autora Glória Perez para integrar o elenco da minissérie Amazônia. Agora foi batido o martelo: Regina, que atualmente apresenta um quadro no Fantástico e o programa mensal Periferia, está mesmo no elenco de Amazônia - de Galvez a Chico Mendes, uma superprodução que a Globo exibirá a partir de janeiro de 2007.

"Acertamos com a Regina Casé e já estou escrevendo a participação especial que ela vai fazer na minissérie", diz Glória Perez.

Amazônia vai contar a história do Acre, estado onde a autora nasceu, em três fases, cada uma contendo 40 anos. Por isso, alguns personagens terão mais de um intérprete. É o caso do papel de Débora Bloch que, na fase seguinte, caberá a Irene Ravache. A atriz, que integrou o elenco de Belíssima, fazendo a hilariante e dramática grega Katina, está feliz por trabalhar pela primeira vez com Glória Perez e espera poder encontrar, nos

bastidores de Amazônia, com Debora Bloch, com quem contracenou em Sol de Verão, do início da década de 80 e que marca a estréia de Irene na Globo.

"Nem que seja nos workshops preparatórios da minissérie eu e a Débora vamos nos encontrar", festeja Irene Ravache.  

Também pelo fato de ser contada em três fases, alguns atores, já confirmados para o elenco, ainda não sabem se terão a oportunidade de contracenar entre si. Júlia Lemmertz e seu marido, Alexandre Borges, estão nessa situação. Na tevê, os dois formaram par romântico em Celebridade, de 2003.

"Acho que vamos voltar a contracenar. Mas só quem sabe ao certo se essa possibilidade vai acontecer é a Glória Perez", diz Júlia Lemmertz.

Com aquele clima de mistério comum a todo ator, principalmente antes de a produção engrenar (Amazônia está prevista para começar a ser gravada em setembro), Alexandre Borges conta apenas que vai tirar umas férias. Ele participou de Belíssima, que terminou na sexta-feira, dia 7, e na qual interpretou Alberto.

"Vou fazer Amazônia, mas acho que vai dar para descansar, porque a minissérie é só para o ano que vem", afirma, deixando transparecer que não integrará a minissérie de Glória logo na primeira fase.  

Páginas da Vida terá parto de verdade

Manoel Carlos já é um autor conhecido por trazer as suas novelas para a vida real. Desta vez, no entanto, ele se superou. Segundo informações, a atriz Júlia Carrera, que está no elenco de Páginas da Vida, autorizou a Globo a mostrar o seu parto na novela. A atriz, que está grávida de três meses, só entra na trama, a partir da segunda parte, prevista para começar no próximo dia 31.

Ainda de acordo, a intenção de Maneco é acompanhar os últimos meses de gravidez da atriz. Na trama, Júlia está grávida do também ator Bruce Gomlevsky, que vai interpretar seu marido. A personagem dará à luz na clínica onde trabalha Helena (Regina Duarte).

Páginas da Vida: Isabel faz fotos diferenciadas de casamentos

Em Páginas da Vida, da Globo, é entre fotografias e casamentos que Isabel (Viviane Pasmanter) passa grande parte de seu tempo. A fotógrafa se especializou em fotos de making of  (bastidores dos preparativos) de eventos, especialmente de casamentos. Ao invés de fazer fotos convencionais de noivas, Isabel se preocupa com os detalhes da pré-produção. Antes de um casamento, por exemplo, acompanha as noivas na prova do vestido e, no dia do grande evento, fotografa cada detalhe da produção: dos bobs nos cabelos até o resultado final.

Com isso, tem contato com outros momentos de emoção das noivas, como a expectativa da entrada na igreja, a tensão em saber se todos os preparativos deram certo e a ansiedade de encontrar o noivo já no altar.

E é desta forma que ela conhece Olívia (Ana Paula Arósio), que se prepara para se casar em breve com o ex-militar Silvio (Edson Celulari). Isabel é contratada para fotografar os bastidores do casamento de filha de Lalinha (Glória Menezes) e, em conseqüência da grande simpatia que Olívia tem por ela, também é chamada para registrar outros momentos importantes da família da noiva, como o aniversário de Tide (Tarcísio Meira), o patriarca da família.

As cenas em que Isabel fotografa os preparativos de Olívia para seu casamento começam a ser exibidas a partir desta terça-feira, dia 11.

Cobras e Lagartos: Bel pede desculpas a Duda

Em Cobras e Lagartos, da Globo, Bel pede desculpas a Duda pelo que aconteceu na festa de Sushi. Já Leona garante para Bel que mudou de opinião sobre Duda depois que ela a salvou do acidente de carro.

Estevão deixa a garrafa de vinho cair no chão quando Bel comenta que Leona estava na garagem de Duda.

Irritado, Estevão joga fora um anel que comprou para Leona e exige que ela se afaste de Duda.

Leona chama Duda para jantar em um restaurante. Só que Estevão também convida Bel. Os casais acabam se encontrando.

Elenco vibra com o primeiro capítulo de Páginas da Vida

Regina Duarte e Ana Paula Arósio foram as ausências mais sentidas na noite de segunda-feira, dia 10, na churrascaria Porcão Rio’s, na zona sul do Rio de Janeiro. As duas atrizes, cansadas após um dia pesado de gravações, não foram assistir com os colegas à exibição do primeiro capítulo de Páginas da Vida.

“Além de ter gravado, Regina ficou exausta por ter participado do Domingão do Faustão, ela teve que receber um batalhão de repórteres depois do programa”, entrega Elisa Lucinda.

Mas a animação e a expectativa não foram menores. Thiago Lacerda e a namorada, Vanessa Lóes, foram um dos primeiros casais a chegar. Ansioso no início, o ator gostou do resultado.

“Procurei não criar nenhum tipo de expectativa. Amei. O capítulo inteiro foi bem amarrado, era bem o que eu tinha imaginado. Estou me sentindo à vontade em cena, fiquei muito feliz”, diz o ator, que interpreta o bonitão Jorge.

Danielle Winits, acompanhada pela mãe, Nadja e pelo marido, Cássio Reis, vibrou com as cenas em que participou. E deixou escapar uma ponta de constrangimento no momento em que, à beira da piscina, a personagem num micro-vestido, acaba “pega de surpresa” pelo vento, que deixa seu bumbum à mostra.

“A cena foi sem querer, coisas da natureza. Mas ela estava maravilhosa, como sempre”, remediou Cássio Reis.

“Sou muito fã do texto do Maneco, há anos. Esse capítulo foi só uma palhinha do que vem por aí. A Sandra, minha personagem, é bem malvada. O que foi mostrado hoje é só a cereja do bolo”, desconversa a atriz.

Fernanda Vasconcellos, que vive a Nanda, ficou surpresa com o que viu.
“Fiquei muito nervosa, mas a novela está linda. Não entendo como eles dizem que sou isso, que sou aquilo, que estou ótima. Acho que não percebem que minha voz fica totalmente desafinada!”, brinca. 

Bom resultado e devoção 

Satisfeito com a boa aceitação de sua novela, Manoel Carlos recebeu cumprimentos o tempo todo. Pelo telefone e pessoalmente, todos queriam felicitar o autor. Ao saber os dados da audiência (média de 50 pontos), Maneco relaxou.

“Eu me preocupo, mas não fico maluco. A obrigação da gente é dar audiência, a gente faz as coisas para serem vistas”, dispara.

A imagem de Nossa Senhora aparecida estampada na camisa de Jayme Monjardim, assim como o breviário que ele usa, davam sinais da devoção do diretor.

“Não sou devoto, sou escravo de Aparecida. Viajei muito na história, me dediquei, estou apaixonado por Páginas da Vida. Trabalhar com o Maneco é uma experiência nova, que está muito prazerosa. Mas agora é o público quem decreta se está bom ou não. Nossa parte está feita”, desabafa Jayme.

Manoel Carlos acredita que o primeiro capítulo cumpriu o objetivo de apresentar bem o folhetim.

“Foi um capítulo harmonioso. Não é fácil a gente colocar na cabeça do público quem é quem. Durante a semana, as pessoas vão se acostumando, as coisas vão fluindo bem”, diz.
 

Sinhá Moça: Barão abre as portas da senzala

Nesta terça-feira, dia 11, na novela Sinhá Moça, da Globo, o Barão pede que Sinhá Moça coloque fogo no tronco. A atitude faz com que os escravos fiquem radiantes.

Ele ainda deixa a porta da senzala destrancada e diz aos escravos que eles não serão mais vigiados e pede, apenas que não saiam de suas terras.

Virgínia, porém, fala para Cândida que não consegue acreditar naquela felicidade e que acha que agora os escravos estão mais presos do que nunca.


Chocolate com Pimeta Volta à Programação da TV Globo

A novela Chocolate com Pimenta, sucesso da TV Globo em 2003, voltará a ser exibida a partir do próximo dia 24 no Vale a Pena Ver de Novo.

Escrita por Walcyr Carrasco, com direção de núcleo e geral de Jorge Fernando, a trama central conta a saga de Ana Francisca (Mariana Ximenes), uma doce e ingênua menina que vence obstáculos para se tornar uma mulher forte, decidida e dona do seu destino.

No elenco a novela traz nomes como Murilo Benício, Priscila Fantin, Elizabeth Savalla, Laura Cardoso, Osmar Prado, Marcelo Novaes, Lília Cabral e Drica Moraes.

 

 

 

Página da Vida estréia com pico de 56 pontos de audiência

Na noite desta segunda-feira, Manoel Carlos começou a contar seu novo folhetim e Páginas da Vida estreou com audiência satisfatória. Exibida das 20h56 às 21h33 a novela conquistou média de audiência praticamente igual a estréia de Senhora do Destino, ficando atrás de América e Belíssima, mas vale lembrar que as histórias de Maneco crescem com o tempo e começam a revelar universos paralelos que vão além de uma simples novela. Quem conhece o autor sabe que, em breve, temas fundamentais começarão a ser discutidas na trama.

Abaixo, em primeira-mão, os índices da estreia e o ranking das emissoras durante o capítulo:

Confira abaixo as audiências das estréias das três novelas que antecederam Páginas da Vida:

 

Globo 20h

10 de julho de 1978 à 27 de janeiro de 1979

174 capítulos

Novela de Gilberto Braga

Direção de Daniel Filho (até o capítulo 26)

Substituido por Gonzaga Blota, e, depois por Dennis Carvalho, Marcos Paulo e José Carlos Pieri

     A novela narra a história de Júlia Matos (Sônia Braga), uma ex-presidiária que luta para recuperar seu lugar na sociedade. Acusada de atropelar e matar um guarda-noturno, Júlia fora condenada a 22 de prisão. Depois de cumprir a metade da pena, consegue liberdade condicional e passa a lutar para livrar-se do estigma de ex-presidiária e conquistar o amor da filha, Marisa (Glória Pires). A menina foi criada pela irmã de Júlia, Yolanda Pratini (Joana Fomm), e seu marido, Horácio (José Lewgoy), casal bem posicionado na alta sociedade. Com a volta da irmã, Yolanda teme que Marisa se afaste dela, e passa a dificultar a aproximação entre mãe e filha. A disputa entre Júlia e Yolanda é uma das tramas centrais da novela.

     Paralelamente, desenvolve-se a história da família do bem-sucedido advogado Franklin (Cláudio Corrêa e Castro), sua mulher Celina (Beatriz Segall) e os dois filhos, Beto (Lauro Corona, então estreando em novelas da TV Globo) e Cacá (Antônio Fagundes). Os irmaõs cruzam o caminho de Júlia, desencadeando outras intrigas. Beto é namorado de Marisa, e Cacá - o homem por quem Júlia se apaixona -, um diplomata desiludido com a profissão escolhida por influência da mãe.

     Júlia tenta de todas as formas se aproximar da filha e chega a usar outra identidade. Porém Marisa, uma adolescente mimada e de temperamento rebelde, lhe é hostil. Influenciada pela tia, ela decide se casar com Beto. A própria Yolanda optara pelo casamento sem amor para subir na vida. Júlia inconformada com a precose decisão da filha, aparece na igreja e, bêbada, tenta impedir o casamento, causando grande tumulto. Ela acaba por ser presa e, no carro de polícia, jura vingança.

     Depois de passado um tempo, Júlia está novamente em liberdade condicional e decide mudar de vida. Aceita se casar com Ubirajara (Ary Fontoura), homem rico e apaixonado por ela. Os dois viajam para a Europa e quando voltam ao Brasil, a moça está completamente mudada, com novo visual e disposta a dar a volta por cima. A cena que marca a virada da personagem acontece no capítulo 79, quando é inaugurada a discoteca de Hélio (Reginaldo Faria), a Frenetic Dancin' Days. Numa cena marcante da novela, Júlia dá um show de dança na pista, e todos ficam impressionados.

     Essa virada na vida da protagonista marca também uma nova fase de "Dancin' Days". O autor mudou os ambientes onde se passava a história e mexeu na trama de diversos personagens: Yolanda separa-se do marido, Celina, mãe de Cacá, morre e Marisa enfrenta dificuldades no casamento.

     Outra história paralela de "Dancin' Days" envolve a família de Alberico (Mário Lago), um homem de classe média requintado, típico morador de Copacabana, que vive das glórias do passado e conta com o auxílio da filha Carminha (Pepita Rodrigues) para resolver as dificuldades e os problemas domésticos.

     Uma das cenas de maior intensidade da novela foi a briga entre Júlia e Yolanda no final, no salão de hotel Copacabana Palace. As duas irmãs se agridem fisicamente, puxam-se os cabelos, rolam pelo chão, numa cena que mistura ódio e amor. Em seguida se aproximam, se abraçam, choram e pedem perdão uma à outra. A atriz Joana Fomm conta que, durante a gravação da cena, ela e Sônia Braga mesclavam suas emoções às das personagens, mesmo porque a briga coincidia com o fim da novela, e o elenco iria se dispensar. Além da reconciliação com a irmã, Júlia acaba se aproximando de Cacá, seu verdadeiro amor, e conquistando a amizade da filha.

     Norma Bengell chegou a gravar alguns capítulos no papel de Yolanda. Mas a atriz desentendeu-se com Daniel Filho, e Joana Fomm, que interpretava Neide, a empregada de Celina, assumiu o papel de Yolanda Pratini. Para interpretar Neide foi convocada a atriz Reginna Viana.

     A Frenetic Dancin' Days foi incluida no enredo no rastro do sucesso da discoteca criada por Nelson Motta no Rio de Janeiro, da explosão do conjunto musical As Frenéticas e do filme "Embalos de Sábado à Noite", com John Travolta, exibido no Brasil na época.

     A novela inaugurou o estilo dramatúrgico do autor Gilberto Braga, marcado pela crônica de costumes e pela discussão dos valores da classe média e da elites urbanas.

     Reapresentada entre outubro e dezembro de 1982.

E l e n c o

     Sônia Braga, Antonio Fagundes, Pepita Rodrigues, Cláudio Correa e Castro, Mario Lago, Milton Moraes, Joana Fomm, José Lewgoy, Lídia Brondi, Eduardo Tornaghi, Ary Fontoura, Beatrix Segall, Sura Berditchevsky, Yara Amaral, Lourdes Mayer, Ivan Cândido, Gracinda Freire, Lauro Corona, Cleyde Blota, Diana Morell, Glória Pires, Suzana Queiroz, Mira Palheta, Jacqueline Lawrence, Chica Xavier, Neuza Borges, César Augusto, Fernando Amaral,Fregolente, Ivete Milozsky, Jorge Ramos, Júlio Luís, Maria Lucia Dahl, Mauro Mendonça,  Murilo Nery, Ney Latorraca, orin Ximenes, Osmar de Mattos, Rachel Mazza, Rejane Achumann, Renato Pedroso, Rose Addario, Sandra de Campos, Sandra Pêra, Selma Lopes,  Suzana Faini, entre outros.

Participação de: Reginaldo Faria 

 

Audiência das Novelas da Globo na Semana de 03 a 08/07/06

Segunda - 25 pontos

Terça - 24 pontos

Quarta - 23 pontos

Quinta - 21 pontos

Sexta - 21 pontos

 

Segunda - 35 pontos

Terça - 39 pontos

Quarta - 37 pontos

Quinta - 29 pontos

Sexta - 27 pontos

 

Segunda - 38 pontos

Terça - 37 pontos

Quarta - 37 pontos

Quinta - 33 pontos

Sexta - 30 pontos

Sábado - 28 pontos

 

Segunda - 38 pontos

Terça - 36 pontos

Quarta - 39 pontos

Quinta - 35 pontos

Sexta - 36 pontos

Sábado - 30 pontos

 

Segunda - 57 pontos

Terça - 56 pontos

Quarta - 57 pontos

Quinta - 59 pontos

Sexta - 60 pontos (Último capítulo)

Sábado - 42 pontos (Reprise do último capítulo)

Audiência do Fim de Semana da Globo

Sábado (08/07/06)

Calderão do Huck - 15 pontos

Copa do Mundo - Portugal 1 x 3 Alemanha - 25 pontos

Zorra Total - 32 pontos

Supercine - O Ataque dos Passasros II - 21 pontos

Domingo (09/07/06)

Temperatura Máxima - As Panteras - 20 pontos

Copa do Mundo - França  x Itália - 42 pontos

Domingão do Fautão - 31 pontos

Fantástico - 35 pontos

Sob Nova Direção - 27 pontos

Piratas do Caribe 2 bate recorde de bilheteria em estréia

 

Piratas do Caribe: O Baú da Morte arrasou nas bilheterias americanas neste final de semana de estréia faturando surpreendentes US$ 132 milhões, em 3 dias de exibição.

A seqüência, estrelada por Johnny Depp, Keira Knightley e Orlando Bloom, deixou para trás o recorde anterior de bilheterias de estréia, que era do filme O Homem-Aranha, em 2002, que faturou US$ 114,8 milhões.

 

Os produtores também estão celebrando outra marca: o segundo filme arrecadou quase três vezes mais do que o primeiro, que em sua estréia vendeu US$ 46,6 milhões em ingressos, na estréia, em 2003.

 

O novo filme do Super-Homem ficou com o segundo lugar do ranking com US$ 21,4 milhões em sua segunda semana de exibição.

 

Em terceiro lugar veio O Diabo Veste Prada com US$ 15,6 milhões, em quarto Click de Adam Sandler com US$ 12 milhões e, por fim, em quinto, Carros com US$ 10,3 milhões.

Gilberto Braga não terá Malu Mader no elenco de sua nova novela

Atriz das mais identificadas com a vasta e variada obra televisiva de Gilberto Braga, que inclui casos especiais, novelas e minisséries, Malu Mader vai desfalcar o elenco da próxima trama que o autor, juntamente com Ricardo Linhares, prepara para a Globo. Trata-se da novela Copacabana (título provisório) que ocupará o horário nobre, após o Carnaval de 2007, após Páginas da Vida, que estréia nesta segunda-feira, dia 10.

Gilberto Braga explica  o motivo do inusitado desfalque em seu elenco que já escalou:

“Malu não está porque a história não foi feita a partir de atores. Cada personagem foi puxando outro. E não havia um bom papel adequado para ela. Vocês vão ver quando a novela estrear”, resume o autor. Malu estrelou quase todas as tramas de Gilberto, como as novelas Corpo a Corpo, O Dono do Mundo, Força de Um Desejo, Celebridades, além de minisséries como Anos Dourados, Anos Rebeldes e Labirinto.

Malu Mader nunca escondeu a importância de Gilberto Braga em sua carreira. Ela deixa isso bem claro, com o seguinte depoimento, da época em que encantou o público vivendo a normalista Lurdinha, de Anos Dourados: 

"Se me tornei atriz de novelas, foi graças ao Gilberto Braga. Pequena, meus ídolos eram o Gilberto e a Janete Clair. E veja a coincidência: a primeira novela em que trabalhei foi Eu Prometo, da Janete. Depois fiz Corpo a Corpo, de Gilberto. Conheci o Gilberto numa festa para comemorar o final da novela. Depois, ele me ligou dizendo que estava escrevendo Anos Dourados pensando em mim. Aí ficamos amigos. Sou fã dele. Tenho por ele uma gratidão eterna e muito carinho".

 

Sinhá Moça: festa na fazenda Araruna

Em Sinhá Moça, da Globo, desta segunda-feira, dia 10,  o Barão diz para Sinhá e Cândida que eles também participarão da festa dos escravos. As duas estranham a atitude dele.

Sinhá Moça deixa claro para o Barão que não acredita que ele está tratando os escravos melhor por bondade. Cândida tenta dissuadir o marido de comparecer à festa. O Barão garante a Cândida que sabe o que está fazendo.

Depois, o delegado conta para o Barão que soltou o Capitão e deixa claro que espera a gratidão dele.

Páginas da Vida: Helena flagra Greg com Carmem

No primeiro capítulo de Páginas da Vida, da Globo, que vai ao ar na próxima segunda-feira, dia 10, Helena (Regina Duarte) vê sua vida desmoronar ao flagra seu marido com outra.

Com muita classe, uma de suas maiores características pessoais, Helena segue o marido e vai até o local onde ele está almoçando com uma mulher que ela até então nunca tinha visto. Casada há quatro anos com o administrador de empresas Gregório (José Mayer), Helena acha que está tudo bem em seu casamento até que descobre que existe outra mulher na vida de Greg e, pior, que essa mulher tem praticamente a sua idade e está longe de ser uma “garotinha”.

Ela é Carmem (Natália do Vale), uma das filhas do patrão de Greg e com quem ele sai secretamente já há algum tempo.

Assim que Greg vê a mulher, ele tenta disfarçar e fingir que aquele não passa de um almoço de negócios. Mas Helena logo diz a que veio e Greg não tem mais como negar. Apesar do clima tenso, Carmem continua sentada à mesa fingindo que nada do que está acontecendo tem qualquer relação com ela

Conheça os principais personagens de Páginas da Vida

Helena (Regina Duarte )

Médica obstetra, Helena mora num edifício no Leblon, que é bem confortável, mas sem luxo. Não se realizou como mãe, já que a única filha que gerou morreu ainda criança. Quando a novela começa, ela está vivendo uma crise no casamento com Gregório. Helena é responsável e tem seus requintes. É brincalhona, maliciosa e atrevida. Com ela moram a fiel empregada Lídia e o filho de uma ex-empregada que morreu, o jovem Salvador. Sem outros parentes que pudessem ficar com o bebê, Helena cuidou de Salvador. Selma é sua melhor amiga e confidente. No hospital onde trabalha, mantém uma relação tumultuada com o médico Diogo, de quem foi namorada quando estava na faculdade. Helena vai se defrontar com um dilema grave no trabalho, quando uma de suas pacientes der à luz uma criança com síndrome de Down.

 

Greg (José Mayer)

Gregório Rodrigues Lobo, ou simplesmente Greg, vive há quatro anos com Helena. Era uma relação intensa no início, mas depois de alguns anos caiu na monotonia. Administrador de empresas, é o faz-tudo dos empreendimentos de Tide. Mantém uma relação extraconjugal com Carmem, filha de seu patrão. Gosta de sentir a submissão de Carmem aos seus caprichos e gosta de vê-la sofrer e chorar. Greg tem especial interesse por mulheres bonitas e inseguras, o que faz dele um conquistador incontrolável. Essa fama ainda vai lhe dar algumas dores de cabeça. Apesar de desfrutar de toda a confiança do patrão Aristides, Greg não a merece.

 

Carmem (Natália do Vale)

Carmem é a pessoa mais problemática da família, mas também uma das mais encantadoras. Não tem mais qualquer interesse pelo marido, Bira, e muito menos sente-se constrangida em mostrar o que sente para ele ou para qualquer outro. Mantém um caso tumultuado com Gregório, funcionário de seu pai, mas, ao contrário do que sente por Bira, é completamente apaixonada por ele. Hoje já não tem a menor preocupação em esconder seu affair das pessoas da família. Tem conflitos com Marina, sua filha adolescente, com quem entra em atrito várias vezes. Gosta de viver perigosamente e, por isso, provoca Greg quando ele está em sua casa ou perto de sua família. Apesar dessa aparente libertinagem, Carmem é conservadora em alguns aspectos. 

 

Tide (Tarcísio Meira)

Aristides Martins de Andrade, ou simplesmente Tide, como é carinhosamente chamado por todos da sua família, completa 70 anos logo no início da novela. Herdou terras e gado de seu pai, que era fazendeiro no interior de São Paulo. Na época, isso representava uma grande fortuna. Criado no campo, foi rebelde, desprezando os estudos. Quando resolveu estudar, o pai morreu e ele se viu às voltas com a responsabilidade de cuidar da família. Certo dia, quando foi à escola rural onde estudava um irmão caçula, conheceu a professora Amália, poucos anos mais nova do que ele. Apaixonou-se e teve seis filhos com ela: Carmem, Leandro, Elisa, Márcia, Olívia e Jorge. Continua apaixonado pela mulher e gosta de estar sempre rodeado por toda a sua família.

 

Lalinha (Glória Menezes)

Nascida e criada no Rio de Janeiro, Amália Fragoso Martins de Andrade, a Lalinha, largou tudo na cidade depois de uma grande desilusão amorosa e foi para o interior, lecionar e esquecer a paixão frustrada. Lá, se apaixonou por Tide, com quem teve seis filhos - quatro mulheres e dois homens. Lalinha não é uma mulher de ampla cultura, mas teve uma boa educação desde o berço. Como as jovens dos anos 30 e 40, Lalinha aprendeu um pouco de música, de francês e desenvolveu uma grande paixão pela arte. Lalinha ensinou o marido a ler e a escrever, além de lhe dar lições de etiqueta. Às vezes é enérgica com ele, tratando-o como uma criança, mas, mesmo nessas ocasiões, é cheia de ternura e amor. Tem o sonho de criar uma Escola de Arte, um espaço puramente cultural. Tide abraça essa idéia e faz o que pode para torná-la realidade.

 

Olívia (Ana Paula Arósio)

Olívia é dona de um espírito inquieto e aventureiro. Mora com os pais, Tide e Lalinha, no casarão da Gávea e se casa com Silvio no início da trama. A cerimônia, realizada na capela Santa Rita, anexa ao casarão da família, é seguida de uma grande festa. Olívia tem idéias avançadas. Apesar de não pregar abertamente a infidelidade, não acha que ser fiel seja uma grande virtude. Está se preparando para dirigir a Escola de Arte do pai e promover exposições de pintura, escultura e eventos artísticos. Com jeito de moleca, provoca Sílvio com mil travessuras. Como o marido é militar e leva tudo a sério e dentro de uma rigorosa disciplina, Olívia se diverte, provocando-o. Olívia volta grávida da lua-de-mel .

 

Sílvio (Edson Celulari)

Silvio é militar e se casa com Olívia, fardado, em cerimônia religiosa no início da trama. Tudo bem convencional. Está completamente apaixonado por Olívia, mesmo assim desaprova algumas atitudes dela, que vão de encontro ao seu comportamento disciplinado e conservador. Silvio não esconde ter ciúmes da mulher e, depois de cada crise conjugal, é ele quem sempre acaba cedendo. Com o passar dos anos, no entanto, as brigas do casal vão ficar cada vez mais sérias.

 

Páginas da Vida: Nanda e Leo vivem romance conturbado

Em Páginas da Vida, da Globo, logo na primeira semana de exibição, os telespectadores conhecerão os personagens Nanda (Fernanda Vasconcelos) e Leo (Thiago Rodrigues).

Na trama, na escola onde estuda em Amsterdã, Nanda  conhece Leo  e se apaixona por ele. Em pouco tempo, os dois decidem morar juntos numa casa-barco – habitação comum nos canais da cidade. Mas eles resolvem não contar para seus pais, já que ambos têm famílias extremamente rígidas.

Os dois vivem uma linda história de amor, que tem a cidade de Amsterdã como cenário. Só que nem tudo é perfeito e o romance é abalado no dia em que Nanda anuncia que está grávida. Sem saber como contar a novidade para o namorado, escolhe falar sobre a gravidez no dia do seu aniversário e convida os amigos Vinícius (Sidney Sampaio) e Sabrina (Leandra Leal) para jantarem em sua casa. No meio do jantar, revela que está grávida.

Desse momento em diante, os risos, carinhos e todo o romantismo de antes dão lugar a um clima tenso. Leo não sabe como dar a notícia para seus pais que moram em Londres. Além disso, acha que a namorada está lhe aplicando um golpe, já que é herdeiro de uma grande fortuna. Nanda fica revoltada com as acusações.

Apesar de se amarem, os dois têm opiniões diferentes sobre a gravidez e isso os separa um pouco mais a cada dia, até que Leo reúne as suas coisas e vai embora.

As cenas devem ir ao ar na terça-feira, dia 11 de julho. Páginas da Vida estréia na segunda-feira, dia 10 de julho.

Débora Duarte está no elenco de Copacabana

Débora Duarte voltou à Globo. Segundo informações, a atriz assinou contrato na semana passada.

A veterana estará no elenco de Copacabana, novela de Gilberto Braga e Ricardo Linhares, que irá substituir Páginas da Vida.

A previsão é que as gravações de Copacabana comecem ainda no final deste ano, com estréia para 2007. O elenco já conta com Tony Ramos, Glória Pires, Cláudia Abreu, Wagner Moura e Paulinho Vilhena.

Emoção toma conta do elenco de Belíssima no último capítulo

“O sonho acabou”.

Com esta frase e ainda enxugando as lágrimas, Cauã Reymond saiu às 2h20 deste sábado da churrascaria Porcão Rio’s, às margens da Baía de Guanabara, na zona sul do Rio, onde o elenco, autor, direção e equipe de Belíssima festejaram o final da trama de Sílvio de Abreu, cujo último capítulo,  cravou picos de 66 pontos o Ibope, na noite de sexta-feira, 7. O ator explica o motivo de ter utilizado essa frase cunhada pelos Beatles quando o quarteto de Liverpool se dissolveu.

“Foi um sonho que se acabou porque foi maravilhoso ter participado dessa novela. Foi um prazer para mim o Mateus ter terminado com a Bia Falcão (Fernanda Montenegro). Gente, boa noite! Não está dando para falar, porque eu estou muito emocionado”, disse aos jornalistas e a um grupo de fãs, no estacionamento da churrascaria.

Logo depois de Cauã, deixou a festa o autor Sílvio de Abreu que teve de dar muitos autógrafos. Ele foi muito aplaudido pela galera que disputava com a imprensa uma brecha junto às grades que isolavam a área reservada aos convidados, para ver, de longe, em um telão o desfecho da misteriosa trama. Já recomposto das lágrimas que escorreram dos olhos durante a exibição do capítulo, Sílvio contou o que pretende fazer de imediato.

“Ir ao cinema, assistir aos DVDs que peguei nesse período e em agosto fazer uma viagem. Mas antes quero dormir, dormir, dormir. Não foi mole escrever cinco finais, dos quais, por uma questão de viabilidade, três foram gravados. O final exibido foi o que fechava, com coerência, toda a trama. Uma história policial começa a ser contada de trás para a frente e tem sempre um personagem que é o responsável por tudo. Por isso, não existe possibilidade de mudar o final que foi exibido no Brasil quando a novela terminar em outros países onde está ou vir a ser apresentada. Uma personagem trágica como a Bia Falcão, não pode ter seu destino alterado, senão estraga a história”.

Letícia Birkheuer e Angelita Feijó saíram juntas da festa. As duas confirmaram que o chororô foi geral entre os atores que assistiram juntos a exibição do último capítulo. A estreante Angelita, ainda teve tempo de fazer uma observação a respeito do final de Yvete, a secretária que sabia de tudo e não abriu o bico antes da hora.

“Ser morta pela Fernanda Montenegro e ao lado do Ítalo Rossi é a glória da glória para uma pessoa que está começando sua carreira de atriz”.

Entre os chorões que saíram da festança até às 3h deste sábado, se incluía Vera Holtz, que ainda teve tempo de fazer uma brincadeira:

“A Ornela não tem do que reclamar. Acabou com um loiraço daqueles!”, diz, referindo-se à participação especial de Daniel Erthal, que substituiu Mateus debaixo dos lençóis de Ornela.

Alguns atores assistiram em casa

A grande maioria do elenco esteve presente no Porcão Rio’s durante a exibição do capítulo, como foi o caso de Irene Ravache, Fernanda Montenegro, Tony Ramos e Marina Ruy Barbosa que aniversariou na semana passada e ganhou um mimo da bisavó da novela da joalheria H Stern. Esses chegaram ao local ainda durante o Jornal Nacional.

Uma outra parte chegou apressada antes de terminar o primeiro dos seis blocos utilizados para contar o desfecho da história de Sílvio de Abreu, como Cláudia Raia, Cláudia Abreu e Reynaldo Gianecchini, ao lado da diretora Denise Sarraceni.

Mas houve quem optou por se emocionar em casa, para depois se juntar à equipe e se divertir ao som do show de Os Britos. Nesse caso incluiu-se, por exemplo, Marcos Palmeira com a namorada, Amora Mautner, e o casal Alexandre Borges e Júlia Lemmertz.
 
“Foi muito bacana o final”, comenta rapidamente Marcos Palmeira, enquanto entrava na portaria reservada aos convidados.
 
E Júlia Lemmertz, que foi tão solicitada pelos fãs quanto seu marido, Alexandre Borges, destacava: “Adorei o final. Era fã da novela o tempo inteiro”.

Belissima termina e crava pico de 66 pontos de audiência

Acabou o mistério! Bia Falcão se revelou como a grande vilã da história e a trama de Silvio de Abreu chegou ao fim exibindo um desfecho surpreendente. A peçonhenta terminou seus dias em Paris, ao lado do big michê Matheus. De resto , os casais se acertaram, Vitória descobriu ser a filha rejeitada de Bia, Safira se rendeu ao encanto de Paschoal... Enfim, um grande final de novela.

Das 20h55 às 23h05 ultimo capitulo de Belíssima ficou no ar, e conseguiu média de 60 pontos de audiência, com picos de 66. Um longo capítulo que segurou a atenção do telespectador e não deixou sobrar quase nada para a concorrência.

*Confira abaixo, em primeira-mão o ranking com as médias de audiência da novela:

Globo –  60 pontos, pico de 66 pontos, referente a 80 % de participação

Share – 74,4  % dos televisores aferidos estavam ligados durante a novela.
*Dados referentes a prévia feira pelo Ibope na Grande São Paulo.

Os recordes de audiência de Belíssima:

Estréia, dia 7 de novembro de 2005 - média de 54, com pico de 56.

“Morte” da Bia – 19 janeiro 2006 - média 46, com pico de 55.

Julia flagra André e Erica na cama – 20 de fevereiro 2006 - média de 55, com pico de 58

O retorno de Bia – 17 de maio 2006 - média de 57, com pico de 63.

O final verdadeiro

 Silvio de Abreu havia revelado cinco finais para a novela, e afirmou que um deles seria o verdadeiro. E assim foi, a opção número 4 retratava o desfecho do folhetim.

 Bia, Medeiros e Yvete eram os bandidos. Bia, que não tinham nada a não ser um bom salário na Belíssima, quando viu sua autoridade sobre Júlia perder a força, resolveu tomar para si tudo o que ela acreditava ter construído sozinha depois da morte de Stella. Bolou um  plano diabólico ajudada juridicamente por Medeiros e usou Yvete, amante de Medeiros, como informante dentro da empresa. A filha de Bia era Vitória, que o destino colocou de volta em sua vida, fazendo-a se casar com o neto querido da mãe que a havia enjeitado. André entrou na história contratado por Bia que já conhecia Aquilino, como nas outras versões.

[ ver mensagens anteriores ]